Descobertas Musicais de 2012

Para mim, 2012 foi um ano muito produtivo quando o assunto é música. Resolvi voltar a estudar música pra valer e acabei aperfeiçoando bastante meus conhecimentos/técnicas no teclado, (agora é hora de estudar técnicas vocais, porque né) entrei na Roma (que, pra quem não sabe, eu sou vocal e toco sintetizador/teclado) e, o melhor, conheci várias bandas que, na minha opinião, são fodas! Então, eis a lista.

Mötley Crüe

Não conheci Mötley esse ano, mas sim, uns 3 anos atrás. Mas nunca tinha realmente parado para escutar com atenção nem nada do tipo. No entanto, depois de meses, resolvi loggar no meu last.fm e vi que uma das últimas faixas que haviam sido reproduzidas havia sido Kickstart My Heart, em Novembro de 2011. Admito que não me lembrava da música (e nem muito da banda) e, resolvi voltar a ouvir.
Não sei se é porque hoje em dia escuto bandas totalmente diferentes de uns anos atrás (nível de diferença: em 2007 eu escutava Fresno e hoje sou apaixonada por Glam. Got it?), mas ao escutar o álbum Dr. Feelgood (1989) eu automaticamente me apaixonei. Hoje, considero Mötley minha banda favorita.
Acho que ler o livro The Heroin Diaries - A Year in the Life of a Shattered Rockstar, escrito por Nikki Sixx, o baixista da banda, influenciou um pouco em relação a minha visão sobre a banda.


Crashdïet

Eu conheci Crashdïet da maneira mais boba possível: Jogando "Glam Metal" no Google e olhando na lista de bandas da Wikipedia. Procurei, gostei and here we are. É uma banda de Estocolmo, Suécia. Indico o álbum "Rest in Sleaze" ;)

Vains of Jenna

Outra banda sueca, só que dessa vez, vinda de Falkenberg. Duas das influências da banda são Mötley Crüe e Aerosmith (outra banda que curto bastante). Infelizmente, a banda acabou em 2012, devido a saída do vocalista Jesse Forte, este que saiu do VoJ para entrar na Lynch Mob, banda do guitarrista da Dokken, George Lynch. Isso sem contar que o vocalista (e também guitarrista) Lizzy DeVine havia saído da banda logo após o lançamento do álbum "The Art of Telling Lies", dizendo que não via mais graça em tocar com a banda.







Ratt


Se você já jogou Guitar Hero Encore: Rocks the 80's ou então Grand Theft Auto Vicy City Stories, então você provavelmente já conhece uma música deles, a "Round and Round". Pequena curiosidade: Um dos ex integrantes do Ratt, o guitarrista John Corabi, também já atuou como vocalista do Mötley Crüe nos 5 anos em que o Vince Neil estava fora da banda.



The Poodles


Outra banda de Estocolmo, Suécia. A banda é mais recente que as citadas anteriormente, foi formada em 2006. Dos 6 álbuns da banda, indico o Clash of the Elements (2009). Particularmente eu sou apaixonada pelo clipe de "Like no Tomorrow". Um fundo branco com os integrantes sendo bobos com seus instrumentos. Silly and sexy, haha.





Sixx:A.M

E por último, porém não menos importante: Sixx:A.M. Particularmente, escuto Sixx:A.M tanto quanto Mötley Crüe e, inclusive, elas tem algo em comum: O baixista Nikki Sixx (confesso meu amor platônico pelo cara, na boa, hahaha). A banda é formada por Nikki, o produtor James Michael e o guitarrista DJ Ashba (sim, o atual guitarrista do Guns n' Roses) e já lançou dois álbuns: O The Heroin Diaries, sendo esse um disco conceitual, é a trilha sonora do livro escrito por Nikki Sixx, o The Heroin Diaries - A Year in the Life of a Shattered Rockstar (que, a propósito, preciso fazer uma resenha sobre ele aqui no blog) e o This is Gonna Hurt.


,

Copyright © 2012, All rights reserved. Under CC 2.5 Brazil License.

Get the Pixels, desenvolvido por Adriana Amaral