Self-Challenge 5: Movie 43 (Para Maiores)

Então... Essa semana eu vi no Facebook um vídeo que era uma cena retirada de um filme, bem engraçada até, era essa:

                               

OK, é uma cena engraçada, admito. Quando vi que tinha a Chloe Moretz, imediatamente fui tentar descobrir qual era o filme, e descobri que era uma cena retirada do filme Movie 43 (Para Maiores, em português).

E se eu dissesse para vocês que essa é a ÚNICA (ênfase na palavra única) cena do filme todo que presta?


Bem, pra quem nunca assistiu esse filme, é mais ou menos o seguinte:
Tem esse cara, muito idiota, de 15 anos que tenta com seu amigo encontrar um filme proibido e de difícil acesso, chamado Movie 43. Só que o cara é muito babaca e, claro, não consegue. Então ele persuade, de certa forma, seu irmão de 11 anos (mas que é um gênio) a ajudá-lo a encontrar.
Ele, claro, encontra.
Mas aí eles descobrem que o filme na verdade são 14 curta-metragens, sendo que alguns são inclusive paródias de super heróis, como Batman, Mulher Maravilha e Super Homem.



O filme recebeu nota 4,4 pelo IMDB e, na minha opinião, é muito mais do que esse filme merece.

Eu não entendo, de verdade, como um elenco de peso como esse aceitou fazer parte desse filme ridículo. Só para vocês terem ideia de parte do elenco: Uma Thurman (Kill Bill, Pulp Fiction), Kristen Bell (Veronica Mars), Chloe Moretz (Kick-Ass), Hugh Jackman (Wolwerine), Richard Gere (Runaway Bride) e Emma Stone (Easy A).

Cara, é um curta mais absurdo que o outro. Desde a Anna Faris (Todo Mundo em Pânico) pedindo para que o namorado defeque nela como 'demonstração de afeto', até o Hugh Jackman com testículos no pescoço ou Emma Stone com HPV querendo transar com o operador de caixa do supermercado.



Nenhum dos curtas tem sequer algum tipo de vínculo entre si. É como se você estivesse vendo 14 curtas aleatórios que sequer fazem parte da mesma obra.
É uma comédia suja, forçada, apelativa. Segue bem aquele clichê de besteirol americano, mas diferente de filmes do tipo como American Pie ou Todo Mundo em Pânico, não há nada nesse filme realmente aproveitável.


O filme contou com 31 pessoas para o desenvolvimento, entre diretores, roteiristas e produtores. Como raios ninguém teve um pingo de bom senso para aproveitar nada? E, vamos levar em conta ainda que, entre esses, há alguns diretores muito bons. Um exemplo é o Brett Ratner, diretor dos 3 filmes do 'A Hora do Rush', 'X-Men: O Confronto Final', e produtor da série Prison Break.
Shame on you, Brett.

Nota: Dou 3 por conta do elenco e pela cena com a Chloe Moretz. Mas ainda assim é uma nota alta para esse pedaço de lixo.

Copyright © 2012, All rights reserved. Under CC 2.5 Brazil License.

Get the Pixels, desenvolvido por Adriana Amaral