Review de Série - Lie to Me

OK, estou bem atrasada quanto a essa série (levando em conta que ela não é uma série nova e acho inclusive que já terminou), mas por ser uma das minhas favoritas, decidi fazer esse review.

Já pensou que louco seria se você pudesse identificar, em uma conversa, todas as vezes que alguém mentisse para você? Bem... O Dr. Cal Lightman consegue. E é nisso que se baseia a série.



O seriado gira em torno da empresa do Dr. Cal, a Lightman Group, que presta serviços para empresas do governo americano (como o FBI), onde eles entrevistam possíveis suspeitos de crimes e, durante uma conversa, é possível identificar as mentiras contadas e, assim, revelar quem, como, quando e onde o crime foi cometido. Um exemplo é uma conversa que o Dr. Lightman tem com um suspeito no episódio piloto e, sem que o cara diga uma única palavra, apenas reagindo a suposições, Lightman consegue confirmar que ele era o autor do crime e descobrir onde tudo estava armado para que o próximo ocorresse.



A Lightman Group é composta não apenas por Lightman, mas também por uma equipe especializada em detectar fraudes através da linguagem corporal. Conta com Gillian Foster, sua principal assistente e psicóloga, Eli Locker um dos assistentes que é incapaz de mentir, Ria Torres, que ao contrário de Lightman, que dedicou sua vida aos estudos sobre micro movimentos e comportamento humano para poder detectar mentiras, possui o dom naturalmente e Ben Reynold, um agente do FBI.




Admito que fiquei um pouco paranóica com o seriado. Depois de terminar a primeira temporada, passei a reparar mais nas pessoas e em suas reações e micro movimentos, mesmo que Lie to Me seja um seriado fictício. De certa forma, é algo bom. Te ajuda a trabalhar tua percepção de forma mais detalhista. Mas não vá sair acusando pessoas nem terminar com o namorado depois.de assistir o seriado só porque a pessoa mexeu no cabelo enquanto falava, desviou o olhar ou levantou levemente as sobrancelhas, hahaha.
Super indico o seriado. É um dos meus favoritos, fora que a dinâmica dele é bem interessante, apesar dos episódios tratarem sobre casos independentes, existem elos entre eles, ou seja, não é nem uma novela, nem algo sem nexo.
Outro ponto interessante é a temática. Apesar de ser bem semelhante a seriados como C.S.I, é o único que vi hoje onde mentiras e a identificação delas são considerados formas de julgamento/acusação oficial.



Outra coisa importante: a atuação de Tim Roth. Eu já o conhecia do filme Resevoir Dogs (Cães de Aluguel), produzido por Quentin Tarantino, e achei ele incrível. Em Lie to Me ele faz jus a isso. As expressões naturais de Roth, o sotaque e o talento dele fazem com que eu não consiga pensar em nenhum outro ator que pudesse dar vida a Cal Lightman tão bem.



Nota: 9. A série é incrível, e até hoje considero injusto o cancelamento da série pela Fox.

Copyright © 2012, All rights reserved. Under CC 2.5 Brazil License.

Get the Pixels, desenvolvido por Adriana Amaral